Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

No divã

No divã

Ter | 09.10.18

Como eu poupo

Sentada no divã
Depois do último update, não senti vontade de escrever nem sequer de levar as minhas obrigações avante... mas, quanto a essas, não tive grande escolha. Bem, águas passadas... Hoje venho falar-vos um pouco de como eu poupo. Desde miúda que me foram incutidos hábitos de poupança, de compras conscientes e ponderadas. Quando comecei a trabalhar, o meu gosto (e (...)
Qua | 26.09.18

Um breve update

Sentada no divã
Um breve update, porque sei que isto de ter um blog é tal e qual como ter uma casa: há que fazer a manutenção regularmente. O trabalho recomeçou com a abertura do ano letivo e, apesar de ainda não estar a decorrer a 100% nos moldes habituais, sinto-me muito mais cansada do que se andasse na minha azáfama do dia-a-dia, de escola em escola. Todo este período me ajudou a perceber que não sou "pássaro de gaiola" e que, definitivamente, um emprego de escritório não era para mim; (...)
Dom | 23.09.18

Ir ao psicólogo não é de doidos

Sentada no divã
Isto não é conversa nova: a importância atribuída à saúde mental não chega nem aos calcanhares da que se atribui à saúde física; a doença mental não é tão válida nem carece de tantos cuidados quanto a doença física. Se eu disser que vou ao médico porque passei a noite a vomitar e com febre... toda a gente diz "vai lá, rapariga". Mas se eu disser que vou ao psicólogo porque estou extremamente ansiosa, além da generalidade das pessoas não saber o que é a ansiedade (...)
Seg | 17.09.18

Como começar a meditar

Sentada no divã
  A meditação tem inúmeros benefícios a nível físico, mental e espiritual, sendo os mesmos alvo de muitos estudos científicos, com resultados comprovados. E não é sobre estar sentado com as perninhas à chinês e as mãos sobre os joelhos, com o dedo polegar a tocar no dedo indicador. Também pode ser, se assim desejarem, mas podem simplesmente sentar-se numa cadeira ou no sofá. S (...)
Qua | 12.09.18

Trabalhar e estudar

Sentada no divã
* Este post é para quem, como eu, escolheu estudar e trabalhar ao mesmo tempo, sendo que nenhuma delas constitui uma necessidade. Ou seja, num cenário em que estás a fazer as duas coisas, mas 1) estás a acabar um curso porque "tem de ser" ou 2) estás a trabalhar porque, infelizmente, o dinheiro não cai do céu (ou as duas situações), o que vou escrever a seguir pode não fazer muito sentido na tua situação em específico.   Como referi aqui (...)
Sex | 07.09.18

Um livro recomendado

Sentada no divã
O desafio minimalista de hoje consiste em organizar a lista de leitura e, a propósito de leituras, venho falar-vos - um pouco apenas e na perspetiva de vos deixar com vontade de ler - de um livro que me marcou.     Mataram a cotovia é um dos meus livros preferidos. Apesar de fazer parte da lista do Plano Nacional de Leitura para o 3º ciclo, é um livro para todas as idades. Li-o há uns quantos anos e certamente que repetirei a experiência no futuro. Por tudo: a simplicidade da (...)
Qua | 05.09.18

DIAS 4 e 5| Reclamações e prioridades

Sentada no divã
Hoje é o quinto dia do desafio minimalista e, se me têm acompanhado, sabem que tenho contado como tem corrido (aqui e aqui). Ontem era dia de não reclamar e, para hoje, pede-se que se identifique 3 prioridades na vida. Sintam-se à vontade para continuar a leitura:   DIA 4| Passar o dia sem reclamar
Qua | 05.09.18

O poder dos pensamentos

Sentada no divã
Quando comecei a fazer terapia, despertei para o poder dos pensamentos (ou não fosse o método utilizado chamado de Terapia Cognitivo-Comportamental*). E percebi que eles podem facilitar as nossas vidas ou, por outro lado, dificultá-las e torná-las num verdadeiro tormento.   - Os pensamentos são coisas fundamentais e vivas, pequenas massas de energia. A maior parte das pessoas não pensa na natureza dos seus pensamentos e, no entanto, a qualidade do teu pensamento determina a (...)
Seg | 03.09.18

DIAS 2 e 3| Desafio minimalista

Sentada no divã
DIA 2| Meditar durante 15 minutos Já tinha dado alguns passos na meditação, tanto sozinha (começando por períodos pequenos de 2 minutos e, mais recentemente, com meditações guiadas com até 10 minutos), como no yoga. O verdadeiro desafio foi meditar por 15 minutos. Para o efeito, sentei-me de forma confortável no meu quarto e recorri a esta meditação guiada. Meditar não é sobre não (...)